Jornal Republicano – Órgão Regionalista das Beiras – Há 93 anos a informar
Fundador: 
Adriano Lucas (1883-1950)
Diretor "In Memoriam":  
Adriano Lucas (1925-2011)
Diretor: 
Adriano Callé Lucas

“Na Escola” de Os Quatro e Meia vence Melhor Música em Portugal do concurso aRi[t]mar


Terça, 02 de Abril de 2024

A música “Na Escola”, de Os Quatro e Meia, grupo de pop-rock formado em Coimbra, foi considerada a Melhor Música do Ano 2023 em Portugal numa votação do concurso aRi[t]mar, foi hoje divulgado.

O aRi[t]mar – nome que combina ritmar (de ritmo) e rimar (de poesia) - é um projeto promovido pela Escola Oficial de Idiomas de Santiago de Compostela para divulgar música e poesia e aproximar as culturas e as línguas da Galiza e de Portugal.

Em comunicado, a organização divulgou hoje que o prémio Melhor Música do Ano 2023 em Portugal foi para Os Quatro e Meia, um grupo formado por seis músicos que tem origem num encontro universitário ocorrido em 2013 em Coimbra.

O grupo, que alcançou notoriedade em Portugal em 2017 com o álbum "Pontos nos Is", e, em 2022, participou no Festival da Canção com o tema “Amanhã”, ganhou o prémio com a música “Na Escola”.

A banda portuguesa é formada por João Cristóvão (violino e bandolim), Mário Ferreira (acordeão e voz), Pedro Figueiredo (percussão), Ricardo Almeida (voz e guitarra), Rui Marques (contrabaixo) e Tiago Nogueira (voz e violão).

No caso da Galiza, a música eleita como a melhor de 2023 foi Morena, de De Ninghures, uma música lançada em outubro que, “além de ser uma das mais dançantes da banda, é um bom exemplo das confluências que ocorrem neste grupo”, descreve a organização.

Este é um grupo de influências de tradições musicais ibéricas, nomeadamente a galega, bem como de sonoridades magrebinas ou latino-americanas, que é formado por músicos de município galegos como Carvalho, Santiago de Compostela ou Fonsagrada.

Também foram premiados, em Portugal, os artistas Miguel Araújo com o tema “Sagitário”, e Carolina Deslandes, que concorreu ao prémio com “Saia da Carolina”.

Na Galiza, o segundo e terceiro lugares foram para Caamaño&Ameixeiras e Mondra.

“O aRi[t]mar é um projeto didático cultural inicialmente […] que visa divulgar a música e a poesia galego-portuguesa atual, e aproximar a cultura e língua dos dois países no quadro do desenvolvimento da Lei Valentín Paz-Andrade para o aproveitamento do ensino do português e vínculos com a Lusofonia”, termina o comunicado.

Esta foi a nona edição desta competição que, este ano, contou 9.850 votos, “o que representa um aumento de mais de 40% em relação à edição anterior”.

Tasca do Ronaldão



Edição de Hoje, Jornal, Jornais, Notícia, Diário de Coimbra, Diário de Aveiro, Diário de Leiria, Diário de Viseu