Jornal Republicano – Órgão Regionalista das Beiras – Há 93 anos a informar
Fundador: 
Adriano Lucas (1883-1950)
Diretor "In Memoriam":  
Adriano Lucas (1925-2011)
Diretor: 
Adriano Callé Lucas

Alma Shopping implementa a 'Hora Tranquila' para acolher autistas e sensibilizar para o autismo (com vídeo)


Reportagem: Ana Margalho - Fotos e vídeo: Figueiredo Terça, 02 de Abril de 2024

"O autismo não é um quebra-cabeça a ser resolvido. É um ser humano a ser compreendido". A frase consta de uma exposição que, a partir de hoje e nos próximos dias, está patente no Alma Shopping em Coimbra como forma de informar, esclarecer e sensibilizar para a importância de respeitar e compreender a Perturbação do Espetro do Autismo. Para muitos, este é ainda um mito. Para outros, ao mito junta-se o preconceito. No entanto, é importante que se perceba que, só em Portugal há cerca de 60 mil pessoas identificadas com a Perturbação do Espetro do Autismo, que a nível mundial 1 a 2% da população é autista e, na Europa, chegam a ser pelo menos sete milhões.


Para que autistas e familiares possam, por exemplo, ir às compras ou assistir a uma iniciativa cultural é preciso, como confirma a exposição, «evitar julgamentos e, em vez disso, tentar entender as razões que estão atrás de determinados comportamentos e ações» ou, ainda, «respeitar as rotinas» destas pessoas. Foi para mostrar que os autistas e os seus familiares têm direito a ter uma vida o mais normal possível, dentro das suas limitações, que a Associação Portuguesa para as Perturbações do Desenvolvimento do Autismo de Coimbra (APPDA Coimbra) e o Alma Shopping aproveitaram o facto de hoje se assinalar o Dia Mundial da Consciencialização do Autismo para deram as mãos e mostrar a toda a comunidade que «o autismo não se cura. Compreende-se, aceita-se e respeita-se».


Para isso, convidaram a formar um cordão humano em forma de infinito, que foi composto por autistas, familiares, elementos da associação e do centro comercial e muitos clientes que, curiosos com a iniciativa, se quiseram juntar.


O cordão humano marca o arranque de um projeto pioneiro em Coimbra e que acontecerá todos os primeiros sábados de cada mês, durante uma hora (das 10h00 às 11h00) no Alma Shopping: a "Hora Tranquila", que mais não é do que, conscientes das dificuldades sensoriais dos autistas, nomeadamente com muita gente, luz forte ou ruído elevado, reduzir a intensidade de luz no centro comercial, assim como os níveis sonoros e até desligar os ecrãs, de modo a facilitar a circulação de autistas e familiares. O objetivo é minimizar o impacto e proporcionar um espaço seguro e confortável para pessoas com espetro de autismo e outras sensibilidades sensorias.


O Diário de Coimbra foi acompanhar esta iniciativa e falou com Elsa Vieira, presidente da APPDA de Coimbra, e com Gisela Aveiro, responsável pelo Marketing do Alma Shopping, que explicaram melhor esta iniciativa, a sua importância e o quanto seria importante que fosse um exemplo para ser replicado em toda a comunidade.



Veja a reportagem no vídeo que se segue:



Tasca do Ronaldão



Edição de Hoje, Jornal, Jornais, Notícia, Diário de Coimbra, Diário de Aveiro, Diário de Leiria, Diário de Viseu