Jornal Republicano – Órgão Regionalista das Beiras – Há 93 anos a informar
Fundador: 
Adriano Lucas (1883-1950)
Diretor "In Memoriam":  
Adriano Lucas (1925-2011)
Diretor: 
Adriano Callé Lucas

Baixa de Coimbra vai ser “ocupada” por mais de 100 artistas no verão


Quinta, 16 de Maio de 2024

Mais de 100 artistas vão ocupar a Baixa de Coimbra durante o verão, entre 1 de junho e 1 de setembro, com concertos, residências artísticas, oficinas, numa fusão de duas programações, o Festival Epicentro da Blue House e o Verão a 2 Tempos, da Câmara Municipal de Coimbra.
A Baixa de Coimbra vai ser o “epicentro” de uma programação artística focada na música, mas que terá espaço para todas as formas de arte. O objetivo é criar um «fluxo de públicos» pelas ruas da baixa, principalmente nos dias com uma programação mais intensa, contando com o envolvimento de entidades como a Associação Cultural Quebra Costas, a Escola da Noite, os Encontros de Fotografia, a Associação Há Baixa, o Jazz ao Centro Clube (JACC), a Agência para a Promoção da Baixa de Coimbra (APBC) e a União das Freguesias de Coimbra, anunciou Rafael Nascimento, chefe de Divisão da Cultura da Câmara Municipal, durante a conferência de imprensa.
«Fizemos este exercício de pensar como seria a Baixa ocupada por agentes criativos durante um longo período. Durante este amplo período, teremos artistas de renome nacional a trabalhar na Baixa, a criar objetos artísticos com outras entidades de cá», contou o chefe do departamento de cultura.
Dos três meses de programação, João Silva, da Blue House, destaca as 25 residências artísticas que vão desafiar artistas locais e convidados a «criar objetos artísticos novos» que, posteriormente, serão apresentados ao público e que são inseridos na própria programação da iniciativa. De entre as residências destaca-se o convite feito à artista A Garota Não que vai trabalhar com o Coro das Mulheres da Fábrica, de Bruno Pernadas e Margarida Campelo que vão trabalhar com os alunos do 10.º e 11.º ano do Curso de Jazz do Conservatório, e ainda de João Firmino e Joana Espadinha com os alunos finalistas desse curso, adiantou João Silva. Um dos objetivos destas duas residências artísticas é o de proporcionar a estes alunos de Jazz um «momento que marque os últimos anos na cidade». As cerca de 25 residências artísticas irão «alimentar os ciclos de programação do Verão a 2 Tempos» que serão apresentadas nos concertos que vão acontecer às sextas-feiras e sábados, às 19h00 e às 22h00, em vários espaços da baixa, havendo uma forte aposta em locais ao ar livre e espaços públicos, realçou Rafael Nascimento.

CCDR Funtos Europeus



Edição de Hoje, Jornal, Jornais, Notícia, Diário de Coimbra, Diário de Aveiro, Diário de Leiria, Diário de Viseu